Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




12.04.10

Apple vs Adobe - Fight!

aqui falei da alteração que a Apple fez à licença do SDK do iPhone OS 4 (a já famosa "Section 3.3.1"), que inibe a utilização de outras linguagens que não aquelas que a Apple exige.

 

A verdade é que tem havido opiniões para todos os gostos e estou curioso com o caminho que isto vai levar, isto no dia em que é lançado o CS5 da Adobe.

 

Deixo alguns links:

 

David Rodrigues (-) | John Gruber (+) | Corey Johnson - Open Letter (-) | Louis Gerbarg (+)

 

 

Curiosamente, todas as demos apresentadas no vídeo de apresentação do CS5 são feitas num MacBook Pro, mas a Adobe teve o cuidado de aplicar uma case preta ao portátil, ocultando a marca e modelo do portátil.

 

Abobe

 

Como diz o Jason Snell da Macworld, a Apple está a entrar em guerra com o mundo (Developers, Google, HTC, Nokia, etc.). Bem sei que a Apple é uma empresa privada, cujo objectivo é a obtenção do lucro e que não estamos a falar de uma instituição de caridade (como diz o próprio Jason Snell) e por isso, algumas decisões da Apple são compreensíveis (mesmo que não se concorde), uma vez que se destinam a desenhar o futuro que a companhia vai seguir nos próximos tempos. Por outro lado, volto a colocar uma pergunta muito simples:

 

Porque razão, eu, o utilizador comum, que pagou o que pagou por um smartphone, não posso ter aplicações alternativas ao browser, ao mail, etc? Afinal de contas, mesmo existindo uma aplicação de mercados e cotações nativa, a Apple nunca reprovou a aplicação da Bloomberg. É uma pergunta e um exemplo muito simples e que ainda não vi a Apple responder, apesar de todas estas guerras!

 

Aliás, ando a pensar juntar um conjunto de exemplos de aplicações que a Apple aprovou e replicam aplicações ou funcionalidades originais do iPhone e enviar para o Steve Jobs. Afinal, o homem parece que nos dias que correm lê e responde a mails. Será que responderá a essa questão?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




17 comentários

De tiagotex a 12.04.2010 às 18:04


Deixo um link que coloquei hoje no Twitter.


Sorry, Adobe, you screwed yourself (http://innerdaemon.wordpress.com/2010/04/10/sorry-adobe-you-screwed-yourself/)


http://innerdaemon.wordpress.com/2010/04/10/sorry-adobe-you-screwed-yourself/

De Phil a 12.04.2010 às 18:10

São tantos os posts sobre este assunto, que é preciso seleccionar. E sim, vi esse link também! ;)

De Diogo Pinto Flórido a 12.04.2010 às 19:23

A resposta para a tua pergunta é simples, a Apple quer que uses as aplicaçoes deles e ponto. Se não concordas muda de telemóvel... geez


Já se percebeu que a Apple tem estas manias, mas eu falo por mim quando digo que nos produtos que tenho da marca não me desapontam quando preciso de usá-los e secalhar as diferenças para as outras marcas são estas "manias".


Volto a dizer, se realmente achas que estás preso como utilizador comum e queres instalar tudo o que te dá na gana, muda de marca. Pelo que percebi tens um iPhone 1st Gen. Não sei se te lembras mas quando saiu não haviam aplicações nenhumas para o teu smartphone.

De Phil a 12.04.2010 às 19:46

O problema não ter que usas as apps da Apple! A questão é poder escolher e haver concorrência para poder usar a melhor app! Se as da Apple forem melhores, tudo bem...senão uso as alternativas e a Apple se cria mesmo as melhores opções não devia temer a concorrência!

Quanto ao iPhone é o 3G e não o de primeira geração!

De Diogo Pinto Flórido a 12.04.2010 às 20:06

De qualquer forma volto a dizer, se não estás contente, salta fora. Eles fizeram um bom trabalho, na minha opinião, com a aplicação Mail e EXCELENTE no caso do Safari mobile.

Para quê outro browser se no fundo são todos baseados no Safari... Ah e a Mail app vai ser actualizada agora no iPhone 4.0

Como consumidor comum, tens o poder de escolha no acto de compra de um equipamento.

De Phil a 12.04.2010 às 21:53

Então vou-te colocar a questão nestes termos...no computador, que browser utilizas?

De Diogo Pinto Flórido a 12.04.2010 às 22:32

Safari, faz tudo o que preciso e com rapidez. O Firefox é meio lento em Mac, o Chrome ainda não está num estado usável na minha opinião.

A experiência de um desktop tem pouco a ver com a que tens num telemóvel. Acho muito bem que se tente controlar a qualidade num telemóvel para que o utilizador saia a ganhar.

Porque achas que a Apple não quer Flash no iPhone? Porque no meu caso e no caso de muita gente, é a única coisa que me faz crashar o Safari de vez em quando.

De Phil a 12.04.2010 às 22:50

Respondeste exactamente o que eu esperava...

Conseguiste dizer que o Firefox é mais lento e que o Chrome é muito instável..e por isso, usas o Safari...

Analisaste a concorrência e continuaste a usar o browser default. Não consegues responder da mesma forma no iPhone.

O que acontece no iPhone (e nem no Windows isso aconteceu, com o caso do IE e a justiça actuou) é que a Apple fecha-te a possibilidade de instalares alternativas. E com isto não quer dizer que o Safari seja mau ou que o Mail app seja mau...agora, eliminar a concorrência desta forma, tem vários nomes e não tenhas dúvidas que não terei problemas em mudar!

Mas, apesar de tudo, estou contente com o desempenho do iPhone. Agora, estes critérios da Apple não fazem qualquer sentido. Se a Apple tivesse preocupações com os utilizadores, teria aceite o Google Voice, que é uma aplicação que nada tem a ver com estas confusões com o flash e afins e mesmo assim não foi aceite e muitos utilizadores nos EUA desistiram do iPhone por causa do Google Voice. Foram na altura para o Droid e para o Nexus One. Afinal, hoje o Google Voice existe como WebApp e a Apple nada pode fazer contra isso.

Também lamento que a Apple não tenha uma preocupação maior com a qualidade das Apps. Consegue dizer que o Porn é mau, mas se for a Playboy, já pode ser. Consegue dizer que uma app XPTO não tem utilidade, mas a App dos Peidos, sim senhor, pode ficar.

É esta dualidade de critérios que me deixa desiludido e se não existir este espírito crítico, a Apple pode correr o risco de estar a criar uma bomba-relógio que lhe pode estoirar nas mãos.

De Diogo Pinto Flórido a 12.04.2010 às 23:02

A Apple não é uma democracia, e acho que esta história de que TEM de haver concorrência é uma mania dos americanos de que tem de haver liberdade em tudo. Se a Apple quer fazer o seu negócio assim deixem-nos fazer. Eu como utilizador não me sinto prejudicado e acho que quem se sente deve mesmo mudar, e eu insisto nisto porque já começa a enfadar a quantidade de tempo que se perde a discutir estas políticas das Apple. Até parece que é um governo ditatorial.

No que toca à qualidade das apps tens razão, encontro poucas que realmente gosto, agora o resto, passa-me ao lado.

Queria chamar à atenção que isto não é uma saga contra ti ou algo do género, só que ultimamente tens falado bastante sobre estes temas no blog e quis expressar o meu ponto de vista.

De Phil a 12.04.2010 às 23:23

Mania dos Americanos? Não!

Chama-se Mercado livre e liberal.

Recordo que o processo contra a Microsoft, por causa do IE, também decorreu na União Europeia.

Já agora...não é bom teres a possibilidade de escolher entre a Zon e o Meo? Não é chato, olhares para a EDP e não ver concorrência, apesar de o mercado já ter sido liberalizado?

Ainda bem que surgiu o Android e ganhou uma quota de mercado interessante. Ainda bem que os Blackberry mantém a sua força. Só assim, com concorrência, o mercado se desenvolve e nós, utilizadores ficamos a ganhar.

Agora, as autoridades ainda não cairam em cima da Apple por causa disto porque:

1 - Ninguém apresentou queixa (faz-me confusão ver as empresas concorrentes fazerem muito ruído, mas não formalização nada).
2 - A Apple não tem e nem vai ter uma posição dominante no mercado, seja nos desktops, seja nos telemóveis.

Apesar de tudo, o iPhone OS não é o Windows.

Lamento que tantas críticas sejam feitas à Microsoft só porque sim e perante situações com alguma semelhança, a Apple tenha um apoio quase cego, o que me preocupa.

Já o disse...se queremos uma Apple melhor, temos que ter espírito crítico e construtivo. Agora, fazer a vénia ao senhores de Cupertino e levar cegadamente com tudo...desculpem, mas não é a minha forma de estar.

De qualquer forma, a discussão está a atingir estes níveis, porque me parece que a divisão de opiniões que se gerou, é um factor bem demonstrativo de que é algo que não pode ser tratado de ânimo leve.

De Diogo Pinto Flórido a 13.04.2010 às 00:07

Sim existe um mercado livre e liberal, isso eu sei, o que não concordo é que tem de ser tudo liberal. A loja de aplicações é da Apple e os developers fazem dinheiro através da mesma. Porque é que a Apple a tem de abrir da forma que tu e outros defendem? Estão a ir contra alguma lei do mercado ao fazer isto? Se sim desconheço, e não concordo.

Não é por a App Store ter esta política que o iPhone deixa de evoluir, muito pelo contrário, mais uma ou duas versões do iPhone OS e este terá tudo o que se pede. A Apple tem evoluído o iPhone de forma a enfrentar.

Eu acho que se estás comparar coisas muito diferentes, não vejo relação entre a Meo e a Zone, e eu ter ou o Safari ou um Opera no iPhone. A store é deles, eles deixam passar as aplicações que querem.
Já agora digo mais uma coisa, o tal mercado aberto do Android, pelo que leio, é muito bonito no papel, mas depois as aplicações são piores que no iPhone e o sistema não é tão estável. Logo por aqui perdem força os argumentos da "abertura"

De Phil a 13.04.2010 às 00:31

A questão não é comparar coisas diferentes. É tentar perceber a diferença entre poder escolher e não poder escolher. Oferecer alternativas e esse é o cerne da questão.

E quanto ao Android...bom, com o mal dos outros posso eu bem, porque eu também já disse que eu consigo aceitar a existência da App Store e que seja tudo o mais uniforme possível em nome da qualidade. O problema (e já me começo a repetir) é a dualidade de critérios e os critérios demasiado fechados.

Que haja regras...muito bem...força...mas, a Apple não consegue ser coerente com as regras que ela própria impõe. E isso, não vi rebatido...

De Papao a 12.04.2010 às 23:16

Eu sou plenamente de acordo com as politicas da Apple!

E como já alguém disse no blog, quem não está satisfeito, não compra o iPhone...

Já muito se discutiu o problema do Flash e, para mim, não faz qualquer sentido a Apple ceder à pressão de deixar correr Flash. Toda a gente sabe que Flash tem uma boa potencialidade, mas que, no fundo, é uma má aplicação. Basta ver o tempo de bateria com que o portátil fica quando estamos num "joguinho" flash. Já para não falar no computador "super" potente que somos obrigados a ter se quisermos jogar "Farmville"... Simplesmente não faz sentido.

A Apple desde SEMPRE que teve politicas deste género. Eu faria o mesmo, ou pior, se fosse dono de uma empresa como a Apple.

De Phil a 12.04.2010 às 23:30

Repara...aqui o problema nem é o não correr o Flash, como plugin. Parece-me que aí estamos todos de acordo.

O que a Apple fez foi rever a licença de desenvolvimento e retirar a possibilidade das Apps para o iPhone OS serem desenvolvidas noutras linguagens. Nós sabemos que o alvo é o flash e a Adobe, mas a Apple decidiu ser ainda mais fundamentalista.

E também não percebo porque razão se diz agora, de boca cheia que a Apple sempre teve políticas deste género, quando foi a inclusão do IE e do Office da Microsoft que ajudou a recuperar a companhia e eu, no meu Mac OS X, como utilizador, ainda tenho capacidade de decidir o que instalo e deixo de instalar, sem necessidade de passar por uma App Store onde só está o que a Apple quer ou pelo menos, não está lá, o que a Apple não quer.

De DavidR. a 13.04.2010 às 09:59

Comecei a escrever um comentário aqui, mas ficou tão longo que decidi transformá-lo em Post no SPP:

http://sixhat.net/2010/04/13/c-c-ou-objective-c/

Um abraço.

De Phil a 13.04.2010 às 10:47

Já tinha lido! ;)

E naturalmente que subscrevo.

De Danilo Barros a 19.04.2010 às 16:45

Colega, a questão não é bem essa. A Apple não libera as fontes de seu sistema e não criam um guia de boas práticas de desenvolvimento para seus Macs. Sendo assim fica dificil produzir um software que tenha 100% de aproveitamento em seus hardwares ocasionando esse tipo de problema.

Agora a Apple vai pagar pela sua decisão, pois imagine só se a Adobe descontinuar a sua Suite de desenvolvimento gráfico para Macs em retaliação a essa atitude?

Estou falando isso porque o maior público alvo atual da Apple, são designers e entusiastas pelo equipamento, devido sua estabilidade e consistência.

E sabemos também que essa estabilidade só pode ser obtida porquê os Softwares da Apple são desenvolvidos numa Plataforma controlada de Hardwares. Devido a isso da pra testar todos os bugs possíveis pra todos os equipamentos dela.

Agora imagine a Microsoft que com o Windows, possui uma gama com inúmeros fabricantes de hardwares, drivers etc… e ainda assim na atualidade consegue fazer rodar suficientemente bem seu sistema comparado ao Mac OSX.

A prova disso está quando você compra um Dell que possui uma das melhores plataformas de hardware pra Windows. É só você usar e ver que é tão bom e tão rápido e estável quanto um Apple.

Tirando também que o preço aplicado pela Apple em seus produtos é extremamente acima do mercado, comparado a outras plataformas concorrentes.

Ja utilizei Apple, gosto do material e do sistema em sí, mas não torno ele primordial para minha vida profissional.

Proibir o usuário de escolher se quer ou não usar um aplicativo é burrice do senhor Steve Jobs.

Eu desenvolvo em Flash, sou Designer e sei que o HTML5 está longe de possuir o poder atrativo na Web que o flash hoje na atualidade possui. E também a flexibilidade na construção de layouts. O HTML5 é bastante engessado nessa questão.

E também a briga não está apenas com a Adobe, e sim com a Google que lidera o mercado mundial na web. A Apple com essa decisão também prejudica a Google com isso.

Imagina se a google em retaliação também remove o codec H.264 do Youtube. Ja era Macintosh.

Já que a intenção do Steve é remover o Flash de todas as plataformas Mac, logo logo isso poderá acontecer. É uma probabilidade.

No mais é isso ai. No mercado atual a arrogância tem preço. Resta saber se a Apple vai querer pagar por ela.

Comentar post





Creative Commons License CC | 2008-2013 iPhil